Translate The Blog - Click Here / Traduza o Blog - Clique Aqui

sábado, 8 de outubro de 2011

Empreendedorismo. A Força de Uma Marca Pessoal





Por Maurício A Costa*

"Destacar-se em meio à multidão não é tarefa das mais fáceis. Exige algumas vezes ir além dos próprios limites. Implica criar diferenciais que tornem você ou a sua marca reconhecida pelos demais" ('O Mentor Virtual - Pág. 231 - Ed. Komedi - Campinas-SP - 2008).

"A trilha é íngreme. O ambiente é quase sempre inóspito. Cercados de inesperadas armadilhas construídas por nossos próprios semelhantes, viajamos solitários em busca de um significado para nossas vidas" (O Mentor Virtual II - O Elo Invisível - Em Gestação).

____________________________

São cinco horas da manhã e o sol começa a mostrar sinais de que vem com vontade para iluminar mais um dia de uma primavera que já mostra seus primeiros sinais, exibindo matizes de uma aquarela extraordinária, num festival de cores exóticas e inspiradoras. Afinal, é desse sensual e elegante exibicionismo feminino da natureza que surgirá a vida, em toda sua exuberância. Cada simples arbusto, independente do seu tamanho ou forma, saberá que necessita atrair para si, milhões de seres vivos, sem importar a origem, para que polinizem seus ventres. Dentro de cada flor, um organizado sistema formado por pétalas, estigmas, anteras, pistilos, estames, óvulos e ovários, inteligentemente interligados unicamente para produzir a continuação da espécie. Em meio a um efervescente ambiente que desperta quase simultaneamente de um estágio latente, cada elemento na natureza sabe que é imperativo destacar-se da multidão. Essa é a lei natural da sobrevivência, que impele a multiplicação, a continuidade e a expansão.

E é com essa reflexão, que me inspiro para escrever sobre um tema aparentemente frio e distante da poesia do texto inicial: o empreendedorismo. A relação entre os assuntos, no entanto, é total. Empreender é um verbo poderoso, arrojado, e eu diria até, 'sagrado'. Significa pôr em execução. Realizar. Implica dedicação, empenho, coragem, e acima de tudo, muito trabalho. Até mesmo Deus, segundo a alegoria bíblica, teve que colocar a 'mão' na massa, durante seis dias ou seis milhões, não importa, (já que para Ele um dia é como mil anos e mil anos como um dia), para construir o complexo emaranhado do universo que aí está. Empreender é transformar idéias em algo visível. Sair do campo abstrato da subjetividade para o mundo concreto, usando a imensurável energia inerente. A metáfora do 'faça-se' em sua plenitude, desmistificada pela realização.


Não importa o tamanho da 'empreitada', ela é algo 'sagrado'. É a manifestação de vontade de um ser qualquer, movido por uma simples idéia, que pode embutir algo grandioso e de reflexos imprevisíveis. Esse querer manifesta-se sob a forma de uma singela iniciativa individual, ou pode desdobrar-se num empreendimento de grandes proporções, aglomerando outros indivíduos que a ele se juntam para construir a cadeia decisiva para o sucesso. E é neste ponto, que faço a inevitável associação com a natureza à sua volta; pois, para o empreendedor, é imprescindível ter habilidades e diferenciais para destacar-se da multidão, a fim de atrair para si toda sinergia possível, que possibilitará a gestação e parto daquilo que idealizou.

Acontece, porém, que essa diferenciação não é algo que possa ser reduzido de maneira simplista a uma tarefa elementar. Pelo contrário, implica ir além da mediocridade. Exige uma caminhada extremamente solitária, movida por um ideal nem sempre compreendido pelos demais. Um trilhar entre milhões de opções, que implicam escolhas e decisões a cada minuto, a produzir resultados inesperados, em um universo marcado pela competitividade, onde a dissimulação e o engodo são regras gerais, numa 'terra de ninguém', onde terrenos pantanosos repletos de areias movediças podem sepultar sonhos para sempre.  



Para tornar-se um empreendedor, 'é decisivo ir além da mesmice. Descobrir sua verdadeira vocação e dar o melhor de si mesmo, sem preocupar-se com o que irão pensar de você. A realização pessoal exige ir além do que outros foram'. Será imperativo manter o foco, à revelia de todas as tentações, provocações ou turbulências, sem permitir ser contaminado pela destrutiva energia que costuma levar à desistência. Haverá sempre algo novo a aprender com cada fracasso do caminho; e ainda que muitos possam rir de você, será preciso transformar frustração em motivação. Mesmo que isso possa parecer impossível, aja sem nada a temer, pois, quando uma vontade férrea está em ação nada a detém; todo universo conspira a favor do movimento que a produz. O universo é um magnífico pulsar e reverbera infinitamente a mais simples vibração.

É provável que em alguns momentos você poderá se sentir perdido. Confuso e até desolado. Mas, não se deixe esmorecer por isso, 'perder-se pode ser a chance de descobrir o novo, e ver-se frente a frente com o inusitado'. Empreender significa antes de tudo, não desistir daquilo que se acredita, não fixar o olhar no retrovisor, e tampouco seguir quem quer que seja. Para ser e agir diferente é imperativo ir além da mesmice. Exige também não se deixar intimidar pela farsa e a hipocrisia daqueles que, escondidos por trás falsidade e da covardia, ou qualquer outro sentimento de inferioridade, disparam destruidoras farpas, que invariavelmente produzem tristeza e desmotivação. 

Apesar da trilha do empreendedorismo ser solitária, é imprescindível, no entanto, a consciência de que sem a sinergia de outros será quase impossível realizar o ideal. Por isso, me sussurra aos ouvidos, o Mentor Virtual: "Não esconda seus sonhos, por vergonha, medo ou mero egoísmo. Eles podem dizer muito do que sua alma busca, mesmo que você ainda não os compreenda. Quando os expõe, está criando a chance de construir a sinergia decisiva à sua concretização". (O Mentor Virtual - Pág. 248 - Ed. Komedi - Campinas-SP - 2008). O tamanho da nossa força resulta da capacidade que tenhamos de construir sinergia com outros. Para ver crescer a marca, é fundamental abrir mão da vaidade, da intransigência e do orgulho. 'A gota se transforma no próprio oceano quando nele se integra'. Entretanto, não é prudente colocar toda sua confiança lá fora. A respostas para suas dúvidas e inquietações estão quase sempre dentro de você, aguardando honestos questionamentos. Por isso, como Consultor, Coach ou Conselheiro Empresarial, recomendo sempre a quem assessoro: 'escute seu coração, é por aí que o universo fala com você', meu trabalho é apenas identificar e despertar vocações e potencialidades adormecidas para gerar as transformações desejadas. 

O empreendedor atua movido essencialmente por uma crença. E é esse acreditar que guia seus pensamentos e atitudes, a criar sua verdade universal. Essa verdade será a chama que manterá vivo o ideal. Todavia, é prudente pensar que, mesmo com toda certeza de que persegue um sonho no qual acredita piamente, estará sujeito ao fracasso. “Uma batalha interminável é travada dentro de nós a cada minuto. A luta pelo sonho desafiador que nos move em direção àquilo que acreditamos é ameaçada sem tréguas pelo complexo emaranhado de caminhos do mundo real que nos cerca. Para alcançar o extraordinário é imperativo ir além de todas as fronteiras do convencional”E desses momentos poderá brotar a energia que produz a superação. No fracasso aprende-se a ser melhor. A corrigir falhas por excesso de confiança ou erros de avaliação. Como a vida é um fluxo e refluxo de energia perene, não há tempo a perder. A velocidade da mudança impõe um processo de transformações contínuo, e é imperativo uma constante readaptação que reconduza o que foi idealizado a sua rota original, de onde provém a essência do próprio sonho. Neste sentido, ensina 'O Mentor Virtual': "É preciso reinventar-se a cada momento. Frustrações, desilusões e insucessos são apenas desafios, para aqueles que acreditam na vida como uma oportunidade única, incomparável e irreversível"

É recomendável ter sempre em mente, que no universo não há lances de mágicas, ou qualquer sobrenaturalidade; tudo é mera consequência de uma lei universal chamada de 'ação e reação', portanto, todos os fatos dependem essencialmente das nossas atitudes. Empreender, implica 'pro atividade'. Um acreditar transformador que se realiza pela ação. O fazer acontecer que somente o empreendedor é capaz de operar. Ninguém mais. Por essa razão, mesmo depois de morto, a figura do empreendedor continuará essencial, tal qual na lenda do Rei Arthur, em que seu corpo, já desfalecido, foi amarrado sobre um cavalo e colocado à frente do seu exército para encorajar seus soldados, e intimidar seus inimigos.

Não importa como você se sinta hoje. Não importa em que situação esteja. Não importa se você é um empregado, um autônomo, ou um empresário. 'Sempre é tempo para pequenas correções no vôo. A vida é uma rápida viagem sem planos, sem regras e sem rótulos. A beleza do caminho é maior que a esperança da chegada. Em cada momento, um milagre que não pode ser repetido'. Empreendedorismo, é a força de uma marca pessoal. É o símbolo daquele que preza pela liberdade, ainda que isso possa custar caro, pois entende que mesmo sentindo-se perdido por alguns momentos, sua alma saberá indicar-lhe a direção. O empreendedor, é consciente de suas limitações, tem perfeita noção de que seu destino será fruto de suas escolhas e por isso, não delega isso jamais. Como um obstinado, erguerá sua bandeira e lutará como um autêntico Dom Quixote por aquilo que acredita até a morte.

O caminho é feito de opções. Escolhas aleatórias, em um universo marcado pela imponderabilidade, onde a vida se desdobra de maneira surpreendente. Uma imagem, uma palavra, ou um simples gesto tem poder para gerar transformações extraordinárias. É esse imponderável que nos coloca diante do inusitado e nos leva a conhecer o sentido da palavra encantamento”. (‘O Mentor Virtual II’ - O Elo Invisível).

_____________________________________


*Mauricio A Costa, costuma ser rotulado como 'Estrategista', embora prefira se auto definir como 'Um Eterno Aprendiz'. Um pensador contemporâneo, com diversificada experiência empresarial e visão de longo prazo. Atua como Conselheiro/Consultor, para assuntos de Alavancagem de Receita e Rentabilidade, como foco no Valor Agregado, no Licenciamento e Construção de Marcas Fortes. É Coach para Presidentes e Executivos de grandes corporações, escritor e palestrante para temas relacionados a valores humanos e a construção da marca pessoal. É o autor de O MENTOR VIRTUAL.

2 comentários:

  1. Meu AMIGO, já tinha lido seu Artigo várias vezes, mas as palavras não se alinhavam para falar consigo acerca do tema. Afinal, EMPREENDER uma tarefa, tem destas coisas. Quase como se a "tela" branca não se manchasse de COR! O gosto e a emoção que a ARTE me transmite, cresce em cada dia... E todos os dias empreendo mais UM DIA com a convicção de que vou para algum lugar. Sinto falta de ESPAÇO para me envolver com o meu trabalho e tem sido um dos pontos que quero melhorar. Ontem parti em busca de um lugar que pudesse dar resposta a algumas questões, principalmente na relação local/ preço! Fiz planos...pensei...pus pés ao caminho... Estava entusiasmada. Eis senão quando, à noite, o nosso 1º Ministro vem deixar "recados" ao País, dando a conhecer uma série de cortes e constrangimentos afins! Uma machadada nos meus planos, já que à partida, nos próximos 2 anos ou definitivamente, desaparecem subsídios de férias e natal...Ora...recuei nos meus intentos...tive medo de arriscar assumir despesas que possam ser difíceis de cumprir... Mas não desisto, Maurício! Não desisto mesmo! Num primeiro momento fiquei apreensiva...triste, mesmo! mas depois, veio uma FORÇA de chegar onde quero e senti que esse LOCAL está aí, algures me esperando... E agora, que li de novo suas PALAVRAS, mais convicta fiquei, pois ELAS vêm consolidar os meus pensamentos e a minha vontade de não desistir... É por isso que não me canso de dizer, Obrigada, Maurício!!! Não desista nunca de nos contar os seus PENSAMENTOS, porque neles estão guardadas as ENERGIAS que nos fortalecem...Um ABRAÇO imenso desde Portugal...

    ResponderExcluir
  2. Maurício, reflexão forte nessas palavras, pois ser empreendedor, costuma parecer atitude para quem quer ser autonomo no seu trabalho,porém ser empreendedor, você melhor do ninguem para dizer que é ser primeiramente empreendedor de si mesmo,de seus valores, de sua crença em si, e isso sabemos que não é fácil, posteriormente vai surgindo o empreendedor da ação,assim como uma semente que cresce tímida, com medo de aparecer, mas ela vai cresecendo...crescendo...porque sabe que regressar a terra, além de disperdiçar o direito a vida que lhe foi dada, seria covardia, pois penso que "não temos responsabilidades" pelo o que não conhecemos,ou não percebemos, porque a partir de tal consciência é impossível estagnar- se.

    muito bom e reflexivo...

    abraço,

    Simone Furlaneto.

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar aqui as marcas de sua passagem...
Seus comentários serão sempre bem vindos.