Translate The Blog - Click Here / Traduza o Blog - Clique Aqui

sábado, 23 de abril de 2011

Tempo. O Maior de Todos os Mistérios




Por Maurício A Costa*

“O tempo não é mais que uma ilusão mental para quem busca compreender o verdadeiro sentido daquilo que para a alma é eterno. A vida é um pulsar contínuo sem antes nem depois. O presente é o cenário de todas as transformações possíveis, a impor um agir agora inevitável”. ('O Mentor Virtual II' - O Elo Invisível - Campinas-SP-Brasil).

__________________________


Lembro-me com uma suave réstia de saudade, um magnífico momento de minha vida, em que tive a coragem e a ousadia de parar o tempo. À primeira vista isso pode parecer um disparate para você que me lê, mas na verdade, esse fato retrata de maneira simples, como podemos lidar com o ele, o tempo, quando abandonamos a prisão da mente, e nos permitimos ser conduzidos por nossa alma, a essência do que verdadeiramente somos.

Era outono, nos Estados Unidos. Eu estava no Aeroporto de New York, depois de viajar durante alguns dias por diversos Estados da costa leste americana, e haver me deslumbrado com a profusão de cores da vegetação que invade a paisagem nessa época do ano. Uma incrível aquarela natural a formar surpreendentes matizes capazes de inspirar qualquer Monet de plantão a criar as mais belas telas do universo. Como havia chegado muito cedo ao aeroporto, e meu vôo para o Brasil só decolaria cerca de oito horas mais tarde, por volta das onze da noite, não era possível fazer meu check-in; por essa razão fui circular à toa pelo aeroporto, e como sempre, procurar deleitar-me pelos corredores de alguma livraria, meu espaço favorito em qualquer lugar do mundo. 


Estava absorto entre livros, quando uma repentina troca de olhares me colocou frente a frente com uma das mulheres mais lindas que eu havia conhecido até então. Como que atingido por um raio, senti a respiração ofegante e meu coração bater mais forte. Meio hesitante, sem saber o que fazer, baixei a cabeça e tentei voltar a atenção para os livros à minha frente. Inútil. Eu já estava sendo arrastado pela correnteza invisível de algo que não sabia definir. Uma atração irresistível me fez voltar os olhos de maneira firme, para aquela mulher que me encantava tanto quanto a profusão de cores das estradas da região da Virginia. Apesar de não estar preparado para aquele momento, retribuí seu envolvente sorriso com um matreiro cumprimento e em seguida comentei sem muita formalidade: 'vejo que ambos gostamos de livros... ' ao que ela me respondeu quase sussurrando: 'não vivo sem eles'. Após esse breve e improvisado diálogo, seguido de rápidas apresentações, convidei-a para um café, pois como eu, ela teria também uma longa espera pela frente para seu voo.

Acomodados agora naquele pequeno Café, eu pressentia como a vida irrompe sem rodeios, e sem qualquer previsibilidade, revelando que a cada instante poderemos estar diante do inusitado. Literalmente fascinado por aquela criatura à minha frente, eu ia me dando conta de que para viver, basta deixarmos fluir de forma natural aquilo que vem de dentro de nós, sem interferir. - Assim, começamos a conversar, e com muita tranquilidade trocamos idéias sobre livros, sobre a vida, e sobre nós. Em poucos minutos, parecia que já nos conhecíamos a anos. Ela era uma mulher jovem, com pouco mais de trinta anos; extremamente atraente, a revelar um sotaque  irlandês, embora residisse na Inglaterra. Sua voz era suave, e seus gestos pareciam imagens em câmera lenta. Não havia pressa estampada em seu semblante e seu sorriso me fazia esquecer o mundo, lembrando-me apenas que, quando guiados pela alma, criamos uma imperceptível sintonia com o todo que nos cerca; e só a partir daí nos damos conta de como é possível sentir a vida em sua plenitude, e assim entendemos o quanto a intensidade pode definir um momento.

Passados alguns minutos, cerca de uma hora depois de nos conhecermos, eu segurava sua mão, com meu olhar fixo em seus olhos como se uma deusa Celta houvesse me enfeitiçado sem pudores. Era possível, escutar as batidas do meu coração a quilômetros de distância, e o seu sorriso revelava todos os seus segredos. Silenciosamente, abríamos os escuros portais do nosso subconsciente, libertando pássaros engaiolados para vôos magníficos. 


Eu sempre acreditei que parte do nosso destino está previamente definido por nossa ancestralidade, mas que podemos alterá-lo significativamente quando escutamos algo maior dentro de nós a impor roteiros. O querer que impulsiona, e mantém viva cada célula de nosso corpo, realiza todos os milagres. A suave magia do amor, com sua inefável energia invade todos os espaços. E em meio a esse momentâneo enlevo, a escutei dizer: 'há momentos em que deveríamos saber como parar o tempo'... refletindo sua preocupação com o fato de que dentro de algumas horas teríamos que tomar nossos voos, em direções opostas, e que poderíamos não voltar a nos ver jamais; um reflexo da mente que em suas infinitas viagens entre o passado e o futuro, vive a projetar estapafúrdios cenários.

A alma, no entanto, que só conhece o agora, vive com intensidade cada segundo, sem qualquer ansiedade e apenas se entrega. Deixando o corpo dividido entre dois mundos distintos, nos faz reféns de nossas próprias escolhas. E nesses momentos, como escrevi certa vez, 'a felicidade humana parece depender de um terrível paradoxo; o de estarmos divididos entre a possibilidade de realizar os mais belos vôos de nossas almas e o cativeiro das imposições que definimos como padrões; uma decisão que pode implicar em estarmos abrindo mão daquilo que temos de mais precioso, a liberdade de ser'. (Mauricio A Costa, no artigo 'Divididos Entre a Razão e o Coração', no Blog Marcas Fortes, Jun,26-2010).

Foi nesse momento, que num imprevisível insight, descobri que poderia parar o tempo. E assim, de maneira decidida, falei como guerreiro que ignora qualquer adversidade: 'Se você realmente desejar, podemos parar o tempo'... Fitando-me com imensa ternura ela me questionou, sorridente: 'Como faria isso? Você é algum tipo de super-homem?... - Não!... respondi convicto, e continuei: 'posso mudar minha passagem de São Paulo para Londres neste momento e com isso, altero nossos destinos e paraliso o tempo'... Ao que ela novamente me questionou com um ar de espanto: 'Você é louco? Eu não acredito que você faria isso. Afinal, faz apenas alguns minutos que nos conhecemos!'... Ao que serenamente, mas com um sorriso escancarado respondi: 'Sempre achei que eu não era normal, mas reconheço que é a primeira vez que me dou conta de que posso parar o tempo e alterar o roteiro da minha história'... Alguns horas mais tarde, voávamos à bordo de um jato da British Airways com destino a Londres, ignorando o que poderia significar para nós, todos os mistérios do tempo.


Hoje, tanto tempo depois, ao relembrar esse incrível momento da minha vida, escuto o Mentor Virtual sussurrar-me com carinho: “O ser humano é livre por natureza. Por ter consciência de si mesmo, goza de plena liberdade, e por suas escolhas é responsável. O destino é apenas um imaginário ponto de referência, porque nada no universo tem caráter definitivo. Há um chegar e partir em cada estação; mas a beleza no decorrer da viagem somos nós que definimos. Aquilo que eu decidir ver como belo, ainda que à revelia do mundo, assim o será” - ('O Mentor Virtual II' - O Elo Invisível – Campinas-SP - Brasil), e com esse texto em mente, me dou conta com certa tristeza, da quantidade de incríveis seres humanos que paralisam diante de múltiplas oportunidades que a vida lhes proporciona, por sentirem-se presos a dogmas, tabus, regras e paradigmas de toda ordem. Presos em suas próprias armadilhas seguem seu único e definitivo destino, como se não sobrasse qualquer opção. Mortos vivos, flutuam inertes ao sabor de imaginárias correntezas que não conduzem a lugar algum.
'Escolhas são momentos cruciais de uma caminhada porque implicam em abandonar todas as demais alternativas'... diria meu inseparável mentor... 'Razão e coração separados por um fogo que destrói aquilo que já é conhecido para que o novo se estabeleça, trazendo o arrepio de todas as consequências'. A vida emana com intensidade e é imperativo a deixarmos fluir naturalmente. Cada vez que interferimos nesse processo geramos a negativa energia das frustrações e do arrependimento, cujo preço será significativamente maior.
O caminho é formado por paisagens que podem ser vistas de maneiras totalmente diferentes e, portanto, não devem ser tratadas como algo definitivo. São apenas flashes de um momento, vistos por ângulos distintos. Efêmeros instantes de uma alma que viaja sem noção de tempo ou espaço, buscando perpetuar aquilo que a seduz, impulsionada pelo vento da liberdade que a fascina.


Não é sensato viver uma vida de inúteis questionamentos, ou discutir insignificantes detalhes da nossa própria ignorância, quando na verdade somos apenas uma montanha de dúvidas e ambiguidades. 'Viajamos em busca de certezas sem perceber que é no vazio absoluto que voamos', diz 'O Mentor Virtual'. A vida é um milagre que não pode ser repetido. Por isso, é imperativo transformar cada minuto numa oportunidade ímpar, sabendo que em alguns desses momentos, temos até mesmo o poder de parar o tempo, para vivê-lo com intensidade, conscientes de que a vida é uma experiência irreversível, pessoal e única.
____________________________________________




______________________________________________________

*Mauricio A Costa, é Estrategista. Sócio Fundador da SUPPORT BRANDS, empresa de projetos e assessoria para alavancagem de receitas e rentabilidade. Sua experiência internacional está focada em assuntos ligados ao pensamento estratégico voltado à inovação, criação de valor agregado, e fortalecimento de marcas - comercial ou corporativa. Está disponível, sob consulta, para atuar como Executivo, Estrategista, ou Membro do Conselho de Empresas de qualquer porte. 

É o idealizador do Projeto Mentor Virtual, organização comprometida com o despertar da consciência humana, a valorização da vida e o apoio à construção da marca pessoal. Suas palestras, seminários e workshop - presenciais, 'in-company', ou por vídeo conferência - estão disponíveis, sob consulta, para associações, universidades, escolas, ou empresas em qualquer região ou país. 

______________________________________










10 comentários:

  1. Fascina-me a sua leitura. Absorvo-a e faço deste momento um momento único. Parabéns pela sua visão e obrigada por partilhar estes fantásticos textos que transformam a minha vida.

    ResponderExcluir
  2. ADOREI! MUITO LINDO O QUE LI!!MUITO BOM TE LER! BJS!

    ResponderExcluir
  3. Te vi no blog da Ana Lúcia, e o Acaso me trouxe aqui.

    Gostei muito do teu texto que li agora, sobre os mistérios do Tempo.

    Abraços,

    ResponderExcluir
  4. Ester Araujoabril 25, 2011

    Gosto muito do que vc escreve. Vc realmente é uma pessoa que faz a diferença. Gosto também dos vídeos, por isto farei uma atividade com os meus alunos do curso de Licenciatura em Informática na disciplina Comunicaçao e Expressão. Vou pedir a eles que acessem o blog, leiam p texto, assistam ao vídeo e poste o comentário. Daí peço a vc que deixe um recado a eles. Moramos em Itacoatiara no Amazonas. Trabalho na UEA/CESI e vou continuar acompanhando suas reflexões, elas nos ajudam a pensar na vida. obrigada por enviá-las a mim. Como professora, prometo que as dividirei com outros.

    ResponderExcluir
  5. Olá, Ester: UEA/CESI
    Agradeço pelo carinho de suas palavras. Elas são poderosos estímulos.
    Fico feliz que minhas palavras estejam sendo úteis para seus alunos aí no Amazonas. Isso me faz sentir o quanto vale a pena.
    A cada um dos seus alunos, todo meu carinho e votos de que encontrem a vocação que está no fundo do coração de cada um, e que um dia possam descobrir que a verdadeira felicidade não está em algum lugar distante a chegar, mas na alegria do caminho.
    Um abraço especial.
    Mauricio A Costa
    Autor de O Mentor Virtual
    Editor do Blog Marcas Fortes.

    ResponderExcluir
  6. ...e depois das PALAVRAS, chega SEMPRE uma Música que nos envolve na certeza de que algo muda, se agita e nos deixa VIVOS...Obrigada por SER assim e partilhar tudo isso de uma forma intensa! Bom dia...Um ABRAÇO imenso

    ResponderExcluir
  7. CASSIA CARDOSOabril 26, 2011

    Maurico como ja te disse vc le meus pensamentos,não tenho palavras lindas como as tuas para expresar minha alegria de ler algo tao lindo,e profundo,quero para o tempo tambem,em qualquer aeroporto da vida,com a pessoa que faz meu coracao saltar intensamente...Um grande abraco de sua leitora asidua..

    ResponderExcluir
  8. Ana Helena Ratto Avalloneabril 27, 2011

    Foi muito bom ler suas palavras de sabedoria
    Muitas vezes dificultamos a vida quando deveríamos tratá-la de uma maneira mais descomplicada.
    Por incrível que pareça , este texto "coincidentemente " caiu como uma "luva" para mim !
    Thanks
    Abs,

    Ana Helena

    ResponderExcluir
  9. Displicentemente, brincamos com o tempo, por não sabermos que temos todo o tempo do mundo em nossas mãos! Podemos 'parar o tempo'; estagnados em nossa mediocridade ou, ousando viver intensamente. Cabe a nós, somente a nós decidir o que queremos ser.

    Para frente!
    Pelos caminhos tortuosos,
    empoeirados ou asfaltados.

    Para frente!
    Vencendo todos os obstáculos,
    com alegria e otimismo.

    Para frente!
    Com os olhos voltados
    para novos horizontes.

    Para frente!
    pois quem diz:
    Eu gostaria - nunca faz nada;
    Eu experimentei - faz grandes coisas;
    Eu quero - tem o segredo das grandes realizações!

    Mauricio....
    Abçs. carinhosos Sr. do 'tempo'!!!

    ResponderExcluir
  10. Lindo texto mauricio,nao sou uma pessoa invejosa,mas senti uma pontinha de inveja quando li a parte em que vc mudou a passagem para ir pra Inglaterra.Tive esta chance duas vezes na vida pra ir com alguem pra iutro lugar.Mas nao pude.Tudo na vida tem excecoes.Quando vc diz:nada no universo tem caracter definitivo,mas a beleza no decorrer da viagem somos nos que definimos.como disse tudo tem excecao.Quando vc esta preso a alguem digamos a um filho,que tem problemas de saude e precisa de vc,esqueca,nos nao podemos mudar o curso desta situacao.Mudar pra melhor e deixar o outro na pior,e impossivel.

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar aqui as marcas de sua passagem...
Seus comentários serão sempre bem vindos.