Translate The Blog - Click Here / Traduza o Blog - Clique Aqui

sábado, 6 de novembro de 2010

Preste Atenção aos Sinais do Universo à Sua Volta



Por Mauricio A Costa*

Mauricio A Costa, autor de
'O Mentor Virtual'




"Somos aquilo em que acreditamos, com audácia para sonhar, livres para tecer nosso destino e, ao viajar além de todas as expectativas, nos surpreender a cada instante". (Mauricio A Costa, em ‘O Mentor Virtual’ - Pág. 158 - Ed. Komedi - Campinas-SP -2008).


___________________



Construir uma marca forte é resultado de muita determinação, senso de oportunidade e ousadia. Ela não nasce por acaso, tampouco crescerá se não houver um árduo e obstinado trabalho para torná-la lembrada e desejada pelo público a quem deseja tocar. Não importa se essa marca é corporativa, (empresarial), comercial, ou simplesmente uma marca pessoal. A estrutura terá quase sempre a mesma base, uma vez que os fundamentos são muito parecidos.

Na qualidade de Consultor, tenho conhecido muitos empresários que julgam, de maneira um pouco equivocada, estar o trabalho de construção de uma marca ligado unicamente à propaganda. A comunicação é apenas um dos componentes da hercúlea tarefa de transformar um simples nome em algo carregado de energia, atração, e acima de tudo, valores. Delegar, portanto, essa missão a terceiros como uma agência de propaganda, nos parece algo muito desaconselhável; quem sabe, um desperdício de recursos e de oportunidades. A propaganda é sem dúvida, uma poderosa ferramenta de construção de visibilidade para uma marca, mas dificilmente, uma agência, por maior que ela seja, será capaz de criar por si o encanto produzido pelo DNA de uma marca, isto é, a essência do que ela representa, e uma marca sem um conceito claro é algo sem alma, sem vida. Apenas um nome.

Dentro de uma organização qualquer, sem importar o tamanho, é a cultura e a tecnologia desse empreendimento que alicerçam o branding, a força da 'marca-mãe', ou mesmo das marcas comerciais, e que gradualmente vai definindo valores intangíveis como segurança, status ou credibilidade, na mente do público alvo. A propaganda sozinha jamais fará isso, embora saibamos que sem ela, essas informações deixarão de permear o mercado de forma intensiva a alavancar seu crescimento.

A meu ver, porém, não se trata exclusivamente de escolher, um nome e adicionar-lhe valor, ou valores como conforto, beleza, ou status. Uma marca exige um prévio estudo de mercado, para detectar desejos e necessidades dos consumidores, e um claro posicionamento que defina o público ao qual se destina. Só assim, seu planejamento poderá direcionar escassos recursos financeiros para atuar focado naquilo que lhe interessa. Conceito, posicionamento e foco são, portanto, elementos essenciais ao sucesso que surgem da capacidade interna da Empresa de identificar oportunidades de mercado que propiciem novas opções.

Pensar no marketing como algo unicamente ligado à propaganda é uma visão parcial. É como olhar através da janela de um carro em movimento e ver apenas quadros isolados ao invés de perceber o conjunto interligado de sucessivas informações que se seguem, num espetáculo de múltiplas alternativas a nos presentear com um universo de fantásticas oportunidades.

Escultura de Platão
Do ponto de vista da marca pessoal, esses conceitos tornam-se ainda mais decisivos. Oportunidades transitam diariamente em nossa frente sem que as percebamos. Fechamo-nos dentro de nós mesmos, como no Mito da Caverna, narrado por Platão em sua obra ‘A República’ (Livro VII), onde alguns seres humanos que nasceram e cresceram numa típica caverna, permanecendo de costas para uma pequena fresta de luz, enxergam apenas suas sombras refletidas numa parede, que julgam como sua única realidade; qualquer um que venha ‘de fora’ com informações diferentes daquelas a que  estão acostumados, é visto como louco ou 'conversador'. Essa alegoria nos faz refletir, de como muitos seguem uma vida inteira  acorrentados a falsas crenças, imobilizados por rígidos paradigmas ou ideais enganosas, limitando enormemente suas possibilidades. Outros restringem de forma lamentável o crescimento de suas marcas pessoais, por conta do imobilismo doentio, provocado pelo comodismo ou preguiça. 


Recentemente, após publicar uma matéria em meu blog relacionada à construção da marca pessoal, enviei convites a várias pessoas, por meio de aplicativos que prospectam leitores potenciais em mídias sociais como o Facebook. Passado alguns dias, uma dessas pessoas me retornou a mensagem agradecendo por minha atenção, mas informando que por estar desempregada e numa correria louca, não teria tempo para ler o artigo. Naquela mesma semana, por significativa coincidência, recebi também uma agradável resposta de uma jovem senhora me agradecendo efusivamente por haver lhe convidado a ler aquela mesma matéria em meu blog. O motivo do agradecimento? Ela havia lido não apenas aquele texto recomendado, mas também alguns outros, postados anteriormente, que segundo ela, ajudaram enormemente na sua autoconfiança, ao se posicionar de maneira segura diante de algumas decisões que precisavam ser tomadas, e que vinham sendo adiadas por razões de insegurança. Sua mensagem terminava com carinhosas palavras agradecendo pelo enorme impacto favorável que as decisões tomadas estavam causando agora em sua vida.

Duas visões distintas do mesmo cenário. Dois viajantes do trem da vida observando a mesma paisagem de suas janelas, mas com percepções totalmente diferentes. Um deles, encerrado na caverna do seu mundinho particular, permanece alheio às oportunidades que o universo lhe envia, pergunta a si mesmo: porque vou fazer isso?, enquanto o outro, por acreditar que esse mesmo universo conspira a seu favor pergunta de maneira ousada: porque não?  - Uma sutil diferença de atitude que pode definir o destino de uma vida. Um deles, verá o campo, as nuvens, e a liberdade. O outros verá apenas uma cerca de arame farpado a limitar-lhe a vida. 

Como ensina ‘O Mentor Virtual’: "Há palavras que passam diante dos nossos olhos ou através de nossos ouvidos às quais não damos a mínima atenção; existem mensagens, todavia, que chegam para ficar, aninham-se lá dentro de nós, causando mudanças extraordinárias para sempre. Tudo depende da maneira como reagimos a elas." (O Mentor Virtual - Pág. 7 - Ed. Komedi - Campinas-SP 2008). Não há mágicas, privilégios ou qualquer discriminação no mundo que nos rodeia, somos aquilo em que acreditamos como diz o texto inicial. Muito do que somos ou possamos vir a ser depende fortemente de nossas atitudes. Preste atenção à sua volta, o universo está o tempo inteiro conspirando a seu favor. 
_____________________


"Há sempre um mentor virtual por perto, mais próximo do que você imagina, revelando-se por meio das mais inusitadas situações. Para perceber esse mestre, basta estar atento aos sinais que surgem inesperadamente a cada momento da viagem." (O Mentor Virtual – Pág. 8 – Ed. Komedi – Campinas-SP -2008)
_______________________


*Mauricio A Costa, é Estrategista. Sócio Fundador da SUPPORT BRANDS, empresa de projetos e assessoria para alavancagem de receitas e rentabilidade. Sua experiência internacional está focada em assuntos ligados ao pensamento estratégico voltado à inovação, criação de valor agregado, e fortalecimento de marcas - comercial ou corporativa. Está disponível, sob consulta, para atuar como Executivo, Estrategista, ou Membro do Conselho de Empresas de qualquer porte. 

É o idealizador do Projeto Mentor Virtual, organização comprometida com o despertar da consciência humana, a valorização da vida e o apoio à construção da marca pessoal. Suas palestras, seminários e workshop - presenciais, 'in-company', ou por vídeo conferência - estão disponíveis, sob consulta, para associações, universidades, escolas, ou empresas em qualquer região ou país. 


12 comentários:

  1. Maria Célai Lorenzettinovembro 06, 2010

    Eu creio que o universo sempre conspira ao nosso favor.É só sabermos captar as mensagens que nos são destinadas,pq nada é por acaso,nem vc meu querido amigo virtual,Mauricio,entrou na minha vida para ficar.Muito obrigada por compartilhar comigo suas tão valiosas mensagens.Um beijo

    ResponderExcluir
  2. Leio todos os textos e acho você simplesmente admirável, e continuo agradecendo pela sua generosidade em compartilhar conosco essa maravilhosa e sábia visão....como digo..." Anjo enviado por Deus"...um grande abraço.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo texto!
    Eu costumo falar sempre p/ as pessoas ficarem receptivas aos sinais que a VIDA lhe oferece. Tive situações na vida que 'ouvia' c/ os ouvidos da alma, um animal, trazendo uma mensagem que eu precisa naquele momento, pode ser um pássaro, uma coruja, uma formiguinha, uma lavadeira, uma água que desce da sua nascente, o som da água trazendo uma mensagem e é claro das pessoas e geralmente daquelas que menos esperamos, um mendigo, um sorriso de uma criança e por aí vai.......Sentia-me presenteada. Já fiz pedidos olhando pra lua, pro céu no seu infinito SER...
    Acredito que através das nossas perguntas por estarmos 'perdidos' é o caminho! Pois é através dos nosso questionamentos é que nos encontramos.
    Uma frase de Clarice Lispector:
    "PERDER-SE TAMBÉM É CAMINHO"
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  4. Parabéns !!! Um texto claro e linear.Acredito em sinais!!! +Pondero ,no meu modo de viver algumas coisas...Se sua alma,seu corpo e sua mente ñ estiverem em Harmonia...(Tanto numa firma como numa pessoa)Ñ tem marca q convença...Vc tem q estar convencido para convencer,,,Señ soa falso!!!...E esses convencimentos passam a vida inteira por movimentos de expansão e recolhimento(Tao)q devem ser respeitados...Nada é tão definitivo ou tão estagnado .Tudo é pulsante...um movimento fortifica o outro e acrescenta.ABÇs

    ResponderExcluir
  5. como são fatos isso posto no artigo...tudo depende sempre da nossa postura diante dos acontecimentos...é verdade o que diz aí...
    e o que disse a jovem senhora, pode mudar a
    nossa vida uma perspectiva diferente

    ResponderExcluir
  6. Orai e Vigiai, vc uma vez me falou isso.
    Sei que parece estranho, mas os sinais estão ao nosso redor o tempo todo, o que nos falta, MUITAS VEZES, é coragem para agarra-los e fazer algo diferente.
    Tenho vivido isso na pele, e sei o quanto é duro perceber depois que as oportunidades passam que elas estavam na nossa frente o tempo todo.
    Marcos Benutto

    ResponderExcluir
  7. Temos, constantemente, a infeliz certeza de que grande parte dos nossos problemas existem por culpa de outras pessoas, enquanto na verdade, quem os permitiu "entrar" fomos nós mesmos!
    Como o Maurício sempre repete; nós definimos a nossa vida, somos donos dos nossos destinos.
    É simples! Basta aceitarmos esta nova realidade e nos entregarmos a ela. Exercitando o amor, o perdão, a compaixão e aquietando a mente para estarmos mais atentos aos sinais enviados pelo universo.
    Estou no caminho desta reprogramação interna e tenho colhido resultados fantásticos! Quando conseguimos experimentar na pele toda essa linda teoria, ganhamos força p/ evoluir e uma vontade enorme de lutar mais e mais p/ chegar la!
    Obrigada Maurício!

    ResponderExcluir
  8. Ser autora da minha vida,atravéz de atitudes generosas e benéficas!
    Adoro ler tudo que escreves,muito construtivo e verdadeiro!!
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  9. Acho que neste momento essa mensagem é tudo o que eu queria ler, as vezes temos a certeza de que algo que queremos fazer vai dar certo, pesquizamos e todas as resposta levam a confirmação, mas o medo, o comodismo, as nossas inseguranças deixam passar bem diante do nosso nariz uma oportunidade de mudar nossa vida, a gente sempre quer saber a resposta exata de tudo, mas aprendi que nunca se tem a resposta exata, porque tudo o que queremos fazer depende unica e exclusivamente de nós.
    Amei a matéria e só tenho que agradecer.
    Beijos no coração

    ResponderExcluir
  10. Ana Helena Ratto Avalloneabril 27, 2011

    Estava precisando ler tudo isso !!!
    Obrigada Maurício !
    Preciso sair deste marasmo !
    Abs,

    Ana Helena

    ResponderExcluir
  11. E quem não precisa de ler tudo isso? Oh! o medo...a insegurança têm garras que nos prendem onde nada fazemos. Obrigada por divulgar e surgir no momento em que mais precisamos! Abraço imenso!

    ResponderExcluir
  12. Quando fazemos um PEDIDO ao Universo Ele sempre responde SIM!!
    Cuidado com os nossos 'pedidos'........
    Fez 'eco' Mentor!!!
    Abraços sinceros!!

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar aqui as marcas de sua passagem...
Seus comentários serão sempre bem vindos.