Translate The Blog - Click Here / Traduza o Blog - Clique Aqui

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

O Sistema. O Inferno de Dante






Por Mauricio A Costa*


 ‎"Não seria a inexplicável inércia de nossa parte, que nos torna coniventes com absurdas convenções estabelecidas como verdades absolutas em nossas mentes que nos aprisionam para sempre, nos transformando em reféns de nossas próprias armadilhas?" (O Mentor Virtual - Pág. 136 - Ed.Komedi-Campinas-SP-2008). 

________________________



Quero iniciar dizendo que não tenho preferências políticas. Por não acreditar em políticos; isto é, na maioria deles. E por achar que é uma perda de tempo ir contra o 'sistema'. Esse sim, o grande inimigo de uma nação! O Leviatã, que esmaga o cidadão. É Isso que está em jogo neste momento: O poder nas mãos de grupos que manipulam o ser humano como se ele fosse reles marionete.

É assustadora a máfia que envolve a maioria dos partidos políticos, para assegurar a continuidade do 'status quo';  o famoso deixa como está para não estragar. É importantes, antes de tudo, que não subestimemos o 'maquiavelismo'   de figuras que estão por trás dos bastidores, as quais me abstenho de citar nomes, por razões óbvias. Muitas delas aparentemente afastadas da vida pública, mas que permanecem vivas como nunca, tal qual a 'hidra de sete cabeças', enfrentada por Hércules na mitologia grega.

Estamos diante de uma situação dramaticamente perigosa para o nosso país. E é só por isso que me manifesto publicamente. Não está em jogo neste momento programas de governo, tampouco qualquer ideologia. Aqui nem vale a pena discutir partidos. Todos estão iguais. Viraram uma grande massa cinzenta. Não se discute quem está certo ou quem está errado. Quem é o melhor e quem não é. O que preocupa é a grande 'lambança' que tomou conta da nação, onde não apenas os políticos são os responsáveis, mas também uma grande parte dos empresários, das organizações, e principalmente das igrejas; além de um sem número de pessoas que pensam: ‘já que não posso ir contra isso que está aí, trato de me juntar ao inimigo invisível, 'o sistema' e me torno parte dele’. Uma réplica do velho ditado que diz: ‘se não pode com o adversário, junte-se a ele’.

Enquanto isso, uma multidão de seres humanos vai sendo manipulada por todo tipo de mídia e propaganda enganosa. Imersos nas trevas da ignorância, lotam praças públicas, aplaudindo e aclamando algo que sequer entendem. Uma legião de 'miserables' vive e continuará vivendo à margem de qualquer projeto que as tire desse 'Inferno'  tal qual na Divina Comédia, porque não há o mínimo interesse de um monstro dá forças à suas presas ou vítimas. "Deixai toda esperança, ó vós que entrais!" Diz o letreiro à porta desse inferno alegórico descrito por Dante Alighieri. 


Pintura Ilustrativa do Inferno de Dante
Por conta dessa avalanche de anarquia que tomou conta da nação, não há mais imposto que satisfaça as necessidades prioritárias de investimentos pois uma parte significativa da massa de recursos arrecadados toma destino diferente, para bancar enriquecimento ilícito de pessoas e grupos ou vai para financiar partidos políticos. E o contribuinte, ou empresário correto, considerado pelo governante como simples 'agente econômico' vai se tornando cada vez mais refém desse Inferno de Dante,  pois na maioria das vezes não consegue dar conta da carga tributária que o esmaga, e é tratado como inadimplente, ou sonegador, convertendo-se em alvo de impiedosas ações do Estado que culminam na destruição do seu espírito empreendedor.  

Ou a nação acorda desse estado letárgico de omissão e conivência em que se encontra, diante do descalabro, ou verá destruídas as bases de suas instituições mais sagradas. Esse é o grande perigo. Seriedade e credibilidade, são forças vivas e valores essenciais de uma 'Marca Forte', definitivamente imprescindível a um líder ou partido que se propõe a conduzir o destino de um povo.

Estamos nos tornado gradualmente uma nação de zumbis. Mortos vivos manipulados pela esperteza. Conduzidos como gado, estrada a fora ou encurralados sem opção. Está na hora de como cidadãos dar um basta a tudo isso, e a mudança deve começar dentro de cada um nós, pois não há corruptos onde não existe corruptor.  É imperativo nos tornarmos um país sério, mas a grande revolução cultural precisa começar em nossas consciências. 


____________________________



___________________________________

*Mauricio A Costa, é Estrategista, para projetos e assessoria em alavancagem de receitas e rentabilidade. Sua experiência internacional está focada em assuntos ligados ao pensamento estratégico voltado à inovação, criação de valor agregado, e fortalecimento de marcas - comercial ou corporativa. Está disponível, sob consulta, para atuar como Executivo, Estrategista, ou Membro do Conselho de Empresas de qualquer porte.

É o idealizador do Projeto Mentor Virtual, organização comprometida com o despertar da consciência humana, a valorização da vida e o apoio à construção da marca pessoal. Suas palestras, seminários e workshop - presenciais, 'in-company', ou por vídeo conferência - estão disponíveis, sob consulta, para associações, universidades, escolas, ou empresas em qualquer região ou país.

7 comentários:

  1. Maurício, tenho pensado muito em tudo isso, e o que sempre me vem à mente é que o que nos falta é educação. Não a educação que se aprende nas escolas, não informações técnicas sobre essa ou aquela área. Educação de berço, educação de pai e mãe pra filhos, educação que ensina amor, respeito, ética, moral... Esse assunto tem sido recorrente, com cada pessoa com quem converso, ainda mais na iminência desse segundo turno. Não sei o que aconteceu, que esses valores fundamentais a uma vida digna se perderam.
    Hoje, lendo seu post, me lembrei de um video da Ana Carolina, em que ela lê um texto de Elisa Lucinda, "Só de Sacanagem", cuja proposta é muito simples, mas fundamental. Quem sabe, se começássemos novamente a valorizar de forma intensiva esses valores perdidos, entre aqueles sobre os quais temos alguma ascendência moral, conseguíssemos plantar uma sementinha que, aos poucos, pudesse contaminar o planeta?
    Às vezes, soluções mais óbvias são as que mais frutificam. Aqui vai o link do vídeo. Vou postá-lo no meu FB também.
    Obrigada por ter sempre algo muito bom pra nos ensinar, e por nos fazer pensar. :)
    Beeeijos!!!
    http://www.youtube.com/watch?v=8uaFeXKJzgI&feature=player_embedded

    ResponderExcluir
  2. Parabéns!!! vc fez um incontestável Raio X do sistema político brasileiro vigente...

    ResponderExcluir
  3. Parabéns!!! Vc fez um Raio X incontestável do sistema político vigente do país...

    ResponderExcluir
  4. Concordo com o exposto, Meu Amigo Mauricio. Sua explanação foi perfeita. Descreveu com maestria tudo o que acontece no nosso Pais. Infelizmente, é um país onde o modelo "Pão e Circo" impera, por absoluta falta de incentivos ao massacrado povo. Precisamos mudar mentalidades políticas, mas para isso é preciso conscientizar o povo, e povo com fome não raciocina! Tenhamos esperanças de que possamos melhorar, com nosso apoio, enquanto parte deste povo, elegendo governantes de verdade e não fantoches do Sistema!
    Elaine

    ResponderExcluir
  5. Oi Maurício,

    Penso na humanidade, na história contada e vivida pelo homem, nas diferenças que existem entre seres de uma mesma nação e entre nações. Penso que o poder é algo manipulador e viciante; a itenção de políticos e outro tantos que representam uma ideologia ou uma nação dentro de um sistema, deveria ser de proteção, de defesa de interesses coletivos, de alavanca de prosperidade, mas existem poderes dentro do "poder", estes nos conduziram a destruição, a inversão de valores, a guerras, a corrupções, a mortes...
    A palavra poder deveria ser trocada por querer, por dever, falta a boa intenção, a mesma que um pai e uma mãe oferece a seu filho para vê-lo progredir em todos os sentidos.
    Estamos orfãos de tudo; de política, de consciência ecológica, de espiritualidade...enfim, precisamos nos cuidar, precisamos amadurecer para termos autonomia necessária, quem nos "cuida" não nos protege de verdade. Precisamos de atitude, porque existem muitos bebês ( inocentes ) entre nós, e dentro deste comparativo, eu digo, temos que tomar as rédeas, nós, irmãos mais velhos ( mais conscientes ) devemos nos unir para criarmos uma base maior entre os nossos. Atuar de forma real nos bastidores, procurar fazer ações que tenham efeito multiplicador, mesmo que seja um bater de asas de borboleta. Só com união existirá esperança e evolução.
    ADOREI SUA POSTAGEM!!! E AMO COPARTILHAR IDÉIAS, PENSAR JUNTO E TER ESTE SEU ESPAÇO TÃO ESPECIAL PARA EXPRESSAR O QUE SINTO.
    Abração

    ResponderExcluir
  6. Realmente, a solução passa pela educação, mas não pode ser nesse modelo educacional defasado, o mesmo que quer proibir Monteiro Lobato para as crianças. É preciso uma grande evolução no nível de consciência, que começa no plano individual. Para que isso alcande o nível social é preciso que as pessoas que já alcançaram ou estão buscando uma consciência espandida comecem a se interconectar.

    ResponderExcluir
  7. Realmente meu amigo do facebook! Precisamos de soluções, isso é fato. Mas enqto td mundo nao focar na mesma coisa e sair do "mundinho particular" delas, parar de querer sempre em beneficio proprio esta mudança nao acontecerá. Asolução seria todos enviando o pedido certo ao Universo, todos focados no excencial! Eqto isso não acontece muitos padecem, padecem morrendo e padecem vivendo! é fato!

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar aqui as marcas de sua passagem...
Seus comentários serão sempre bem vindos.