Translate The Blog - Click Here / Traduza o Blog - Clique Aqui

sábado, 10 de julho de 2010

O Desafio da Comunicação Na Construção de Marcas Fortes




Por Maurício A Costa*



“Nós, os intelectuais, em vez de nos defendermos varonilmente... e reduzir a obediência ao espírito, ao ‘logos’ e à palavra, sonhamos todos com uma linguagem sem palavras, que possa exprimir o inexprimível, que possa representar o irrepreensível” (Hermann Hesse, em ‘O Lobo da Estepe’ - Pág. 156 – Ed. Best Seller – Rio de Janeiro – 2009).
______________________________

O maior desafio de quem busca expressar a essência do que é ou do que sente é traduzir em palavras, sons ou cores, aquilo que sua alma percebe. Transformar o abstrato em linguagem figurativa implica exprimi-la de uma forma que possa ser compreensível e adaptada ao mundo das imagens pré-construídas, que chamamos realidade.
A frase de Hesse na abertura deste texto revela essa angústia que sente o poeta, o escritor, o pintor, o designer, ou o compositor da mesma maneira que a sente o empreendedor. Porque converter sensações, sentimentos ou idéias numa representação de forma reconhecível na natureza é o que podemos chamar de arte, ao longo das mais diferentes épocas e culturas.

No exato momento que escrevo este artigo, uma pequena mensagem surge no canto da tela do meu computador, enviada por uma pessoa amiga virtual do Facebook a dizer: ‘sempre que eu leio alguma coisa sua me parece que ela vem com uma nuance melancólica... ’ – Ao ler essa mensagem, dou-me conta de que essa melancolia é a forma como a alma torna visível sua essência, ao revelar o que convencionamos chamar de amor; expresso sob a forma de uma indisfarçável tristeza, por saber efêmero cada momento, pois o seu pulsar é um agora eterno, sem antes ou depois, a produzir 'insights' que vão sendo projetado pela mente, tal qual revelação mística que cria a partir do nada, poderosas transformações.

O empreendedor, ou empresário que decide transformar o sonho pessoal em realidade vive essa angústia com a mesma intensidade, tal qual compositor que produz uma magnífica sinfonia. É preciso colocar para fora o que vem de dentro com força avassaladora, e irresistível. Surge um ‘parir’ imperativo a impor uma entrega total caracterizado por um processo criativo que faz desaparecer os limites de tempo e espaço. Um criar solitário e compulsivo que não conhece restrições, tampouco se submete a convenções, e flui com intensidade que lhe é própria. Em alguns momentos isso irá parecer arrogante e egoísta e poderá provocar fortes rejeições. Mas isso não o afastará de sua meta. O desafio maior, não está na concepção ou no processo de gestação do sonho e sim na forma de comunicá-lo, de traduzi-lo a fim de toná-lo compreensível e atrativo àqueles que estão em volta. Afinal, é preciso romper abismos entre a abstrata percepção sensorial, ou extra-sensorial, e a realidade física. Para dificultar ainda mais, é preciso lembrar que nós seres humanos não caminhamos na mesma velocidade ou direção. Viajamos em diferentes ritmos e carregamos individualmente distintos níveis de compreensão e percepção. Isso pode tornar a mensagem que se deseja comunicar totalmente deslocada do seu tempo; inoportuna, inadequada, incompreensível, ou até mesmo indesejada.


Algumas óperas, livros, e telas só se tornaram ‘divinas’ muitos anos depois de lançadas. D. Quixote a obra prima de Cervantes, o grande escritor espanhol, levou mais de cem anos para se tornar consagrada. As telas de Van Gogh, considerado hoje uma das maiores expressões da arte, só vieram a ganhar notoriedade após sua morte. Jesus Cristo foi assassinado pela igreja da sua época por trazer uma mensagem totalmente diferente do convencional, incompreensível ou indesejável para os padrões aceitáveis pelo ‘establishment’ de então.

Difundir uma ideia e a partir dela construir um projeto não é tarefa das mais simples. Impõe superar objeções de toda ordem; romper paradigmas, destruir barreiras, construir sinergia e estabelecer parcerias com total comprometimento. Uma ideia ou um conceito por mais extraordinário que possa parecer corre o risco de evaporar-se para sempre se não contar com a sinergia de pessoas que necessariamente precisam estar envolvidos com o operacional, para viabilizá-las. É extremamente difícil para quem cria, e vive em um mundo de abstração embrenhar-se naquilo que ele chama de insuportável rotina da realidade. Nesse momento, é vital reconhecer a importância de parcerias que permitam construir a visibilidade da marca, a fim de torná-la conhecida e desejável.

Construir uma marca, seja ela pessoal ou empresarial, exige uma compreensão extraordinária naquilo que diz respeito ao seu 'momentum', pois implica definir uma linguagem original para não perder sua autenticidade, que seja ao mesmo tempo coerente, acessível e atraente; mas acima de tudo, tenha visibilidade para gerar uma percepção que se propague no inconsciente coletivo de maneira envolvente e consistente. Essa propagação, embora possa implicar em um esforço acima do normal, a exigir um intrincado processo de comunicação, algumas vezes intensivo e caro, costuma compensar o esforço; ainda que uma distância abissal possa separar o momento espetacular do criador e o sucesso de sua criação, em que o ‘inexprimível’ se revela em toda sua plenitude. Só o tempo irá revelar a magnitude dessa marca. 
___________________________________________



Maurício A Costa é um obcecado por resultados, gerado pelo pensamento estratégico, focado em gente, inovação, e criação de valor agregado. Executivo com experiência internacional em empresas como a Kimberly Clark, Grupo Gerdau, Grupo Grendene/Vulcabrás e o Grupo Tecnol (Atual Luxottica); está disponível para participar da construção de marcas fortes, em organizações sérias, interessadas na identificação de novas oportunidades, na superação de desafios, e na melhoraria de resultados e rentabilidade. No plano pessoal, é o idealizador do Projeto Mentor Virtual; organização comprometida com o despertar da consciência humana, a valorização da vida e o apoio à construção da marca pessoal. Suas palestras, seminários e workshop - presenciais, 'in-company', ou por vídeo conferência - estão disponíveis, sob consulta, para associações, universidades, escolas, ou empresas em qualquer região ou país, e poderão mudar a sua visão do mundo, e alavancar o potencial de sua equipe. Disponível também para atuar como 'Conselheiro' para Empresas, Empreendedores ou Executivos.

Contatos: mauriciocosta@uol.com.br 

8 comentários:

  1. Olá Mauricio!

    Gostaria de te dar os parabéns, mais uma vez, por definir tão bem o lado simples e belo, assim como o lado complexo e terrível do processo criativo ao tentarmos viabilizar um sonho no qual acreditamos, passando desde a execução do projeto até o mesmo se tornar uma realidade com funcionalidade e sucesso. Como você mesmo disse, temos pouco tempo...a vida é aqui e agora e o risco dele se esvair é tão grande quanto ao risco de estarmos vivos ou não...Portanto sinto que é necessário muito cuidado com os nossos sentimentos, a fim de não aceitarmos o desânimo, a baixa auto-estima e procurarmos sim manter a fé, perseverar na luta diária, munida de muita alegria de viver e principalmente de muito amor...pois acredito que só ele nos estimula, nos inspira e nos impulsiona a enfrentar todos os desafios, que não são poucos e você os identifica muito claramente no texto. Obrigada por mais esse presente!

    Um grande abraço,

    Cláudia Manhães

    ResponderExcluir
  2. Mauricio seu texto da referencia para um marketing pessoal e empresarial, bem como traz uma lucidez soberba, sem contar que eleva essa discussao para um patamor mais complexo, citando o excelso Cervantes dando um toque cultural impar. Seu texto faz com que o leitor va buscar o cerne da questao em estudos mais profundos, destarte, ofertando ao leitor a vara de pescar e nao o peixe por si so. E esplendido, parabens. Nao e uma critica, porem, uma analise entre as linhas do texto e a liberdade poetica, diga-se de passagem bem concatenadas.

    ResponderExcluir
  3. Para iniciar,quero deixar claro que não estou aqui para criticá-lo,mas para esclarecer,que como musicista,minha sensibilidade me leva a entender bem o que o sr quer dizer com comprometimento....deixar um legado,uma marca tem de ser extremamente sensível e intimamente pessoal.Seja ela abstrata ou real...
    Não me parece serem melancólicas,suas palavras,como disse a amiga virtual.Interpretamos o que lemos de acordo como estamos emocionalmente no momento.Assim como quando assistimos uma missa,e a homilia do padre cai como uma luva em nossa alma.
    Assim,deve ter se sentido a amiga virtual com suas palavras.
    Propagar uma idéia vai além de palavras,é preciso tocar o coração,como o sr diz,com uma linguagem original,com total comprometimento.
    Há inúmeras formas de interpretar, porque cada pessoa sente de modo diferente.Por isso,como o sr diz,o empreendedor deve transformar seu sonho pessoal em realidade.É assim que me sinto quando toco meu piano ou dou aula de música,faço com amor.Aí está,o segredo de uma pessoa de sucesso.Entregar-se com amor,não importando esforço.Isso realmente,não se explica!
    Ótimo texto,sr Maurício,abraço!

    ResponderExcluir
  4. Maurício...quero lhe agradecer pela oportunidade que nos dá de fazer esse comentário.. seu texto é bem abrangente, mas eu vou focar, no desafio da difusão de idéias, romper paradigmas e formas de comunicação, para se tornar atrativo e compreensível a todos, ao meu ver o ponto principal está na forma de comunicação e nesse enfoque eu acrescentaria a diversidade de assuntos, por exemplo um livro de múltiplas escolhas, sendo uma escolha a cada dia, onde o leitor teria várias opções em ler no seu dia a dia um texto de acordo com as suas aspirações, alem disso nas formas de comunicação para cada assunto e esses resultados podem atingir diversos seguimentos, principalmente o educacional, onde a pedagogia esta estacionada pela dificuldade de acompanhar a forma como o leitor aluno gostaria que fosse dado a matéria e para que haja interesse do aluno e aprendizagem, o lado educacional precisaria avançar nos estudos para perceber como está essa forma da comunicação no momento atual do ensino, para que possamos despertar no aluno a identidade com a escola e o aprendizado, transformando as escolas atuais em escolas do futuro, esse mesmo raciocino serve de referencia para os leitores em relação aos assuntos, sua diversidade e seus conteúdos, onde ponto básico esta no processo e na forma de comunicação.

    ResponderExcluir
  5. Mauricio, os comentários acima estão excelentes.Em sua busca pelo aprendizado, você aglutina e soma a cada dia mais e mais.Bela diversidade que surge em suas páginas.Aprendo muito todos os dias!
    Sob minha ótica, imagine como poderia dar diagnósticos de doenças se não fosse o amor e o cuidado na forma de se comunicar e o compromisso com os pacientes?
    O amor ao próximo é capaz de transformar o mundo ao nosso redor.
    Também não acho seu tom melacólico, antes até bem otimista e por vezes simplista.Com uma enorme capacidade de se dar e aprender.
    Muito bom!

    ResponderExcluir
  6. Caro Maurício,
    Foi uma agradável surpresa ler este seu texto. O que me chamou a atenção inicialmente, foi a citação de Hermann Hesse, um autor que me acompanhou por toda minha adolescência e que me encantou com alguns de seus livros, ideias, conceitos e propostas de reflexão.
    Ao ler seu breve texto de apresentação, também me identifiquei com os temas e assuntos de seu interesse que são também, parte dos meus. E, voltando ao seu texto "O Desafio da Comunicação na Construção de marcas Fortes", agradeço a você pela clareza com que expõe o processo pelo qual estou passando com minha empresa e minha marca. Um processo que tem sido forte, desafiador, instigante, prazeiroso e por que não dizer, apaixonante! Meu momentum continua claro e tudo indica que a comunicação está em consonância com o inconsciente coletivo. A ideia nasceu, tomou forma, foi apresentada, está sendo muito bem aceita e o processo continua a amadurecer através da consolidação dos primeiros passos e do desenvolvimento dos próximos. Uma feliz e harmoniosa resposta do Universo ao sonho. Obrigada e parabéns por seu trabalho.

    ResponderExcluir
  7. GOSTEI MUITO DO QUE VOCÊ ESCREVEU E DAS CITAÇÕES FEITAS! AMEI A ESCOLHA DO VÍDEO E CONSEGUI SENTIR O DESAFIO SOCIAL E ÍNTIMO QUE FOI ESCREVER ESSE LIVRO QUE VOU ADQUIRIR O MAIS BREVE POSSÍVEL!VOCÊ É CORAJOSO !!ADMIRO PESSOAS CORAJOSAS!!PARABÉNS!!SINTO-ME ORGULHOSA POR T~E-LO COMO AMIGO VIRTUAL! UM GRANDE ABRAÇO!!

    ResponderExcluir
  8. Oi meu novo amigo virtual. Sou uma pessoa simples,mas o que esse seu texto me passou é que
    o nosso sonho quando decidimos torná-lo realidade
    devemos ter garra, lutar e acreditar nele, mas ter o pé no chão, pois os imprevistos acontecem...
    Um abraço1

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar aqui as marcas de sua passagem...
Seus comentários serão sempre bem vindos.