Translate The Blog - Click Here / Traduza o Blog - Clique Aqui

sábado, 12 de junho de 2010

O Extraordinário Poder da Palavra



Por Maurício A Costa*



“As palavras são dadivosas, pois concedem a tarefa de traduzir palavras para pensamentos e não apenas pensamentos em palavras” (Schuback, Márcia, no Prefácio de ‘Ser e Tempo’ de Martin Heidegger – Pág. 17 – Editora Vozes – 2008)

____________________________


O que distingue o ser humano de todos os demais seres vivos em nosso planeta é, sem dúvida, a sua capacidade de articulação; palavra que por si pode traduzir várias outras, como organizar, proferir, unir, conectar, pronunciar, ligar, negociar, e tantas mais, dependendo do contexto em que esteja inserida. Isso significa dizer que não basta o simples proferir aquilo que chamamos de ‘palavra’ para dar significado ao que queremos exprimir. É decisivo levar em conta a inter-relação das circunstâncias, considerando sua relação causa-efeito, e o momento em que ela foi verbalizada.

Uma palavra exprime uma idéia, um pensamento, ou o simples resumo de uma mera divagação. Pode representar o esboço de uma reação emocional provocada por algo exterior, e ser interpretada de várias formas, dependendo da energia que carrega em vista da intenção com que foi pronunciada ou escrita. A palavra pode expressar um desejo, mas esconder uma falsa promessa; tanto revela uma convicção como o disfarce de uma fantasia. 

A palavra surgiu como resultado da articulação do pensamento e da manifestação da vontade, no momento inaugural da espetacular tomada de consciência pelo ser humano. A alegoria da criação do homem diz que ‘ao provar do fruto da árvore do bem e do mal ele tornou-se um deus(Gênese 3:22); todavia, tem sido pela deturpação da palavra que esse mesmo homem vem promovendo sua degradação. Sua engenhosa mente ampliou de maneira surpreendente uma das mais importantes habilidades do animal de suas origens, a camuflagem; a capacidade de um organismo qualquer de confundir, enganar ou disfarçar, por meio da dissimulação, para esconder suas verdadeiras intenções e sentimentos, gerando uma ação corrosiva em seus relacionamentos e posteriormente, como consequência, um enorme desgaste emocional.

Por meio das palavras, o ser humano pode exprimir toda simpatia por alguém, transferindo-lhe intensa energia propulsora. Pode ainda compor textos, canções, ou poemas capazes de produzir surpreendente encantamento e enlevo ou simplesmente agregar informação e cultura. Todavia, devido ao multifacetado sentido das palavras, as relações humanas em alguns momentos tomam caminhos imprevisíveis, produzindo lamentáveis frustrações, insanas desavenças, inusitadas hostilidades e deplorável destruição; de amizades, de relacionamentos, de culturas, de civilizações, de idéias, e até da própria vida. O poder da palavra que nos colocou na condição de 'deuses', e como foi dito, 'acima de todos os seres vivos da terra', nos leva de volta à condição animal; quem sabe, inferiores, pois a grande maioria dos animais usa a ‘camuflagem’ apenas como instinto de preservação, e o faz para defender-se de espécies predadoras, jamais para ferir sua própria espécie.

A construção de uma marca, seja ela pessoal, empresarial ou comercial não pode perder de vista a força das palavras. Não deve subestimar a capacidade de análise dos demais, tampouco ignorar seus efeitos no ambiente onde estarão sendo disseminadas. “Palavras são como sementes jogadas ao vento. Nunca se sabe os efeitos que elas produzirão” (O Mentor Virtual – Pág. 7 – Ed. Komedi – Campinas-SP-2008). Por isso, é decisivo a consciência desses efeitos. Para tanto, basta um simples colocar-se no lugar do outro. Ver o semelhante como uma extensão de si mesmo. Quando fazemos isso, podemos escrever, pintar, esculpir, compor, ou simplesmente falar, conscientes de que cada expressão verbalizada por nossos sentidos soará como uma autêntica sinfonia aos ouvidos ou olhos dos demais.

Como sabemos, a consistência de uma marca forte é a sua credibilidade; e na verdade, esse é o maior de todos os atributos que se pode agregar a ela; entretanto, credibilidade só se conquista pelo uso da palavra com sabedoria. Isto é, uma palavra que seja Consistente... Respeitosa... Transparente... Verdadeira! Sem isso, ela será apenas uma fachada; uma máscara a disfarçar hipocrisia, falsidade ou incompetência, e como tal, vulnerável.

Com relação à sua marca pessoal, “Aprenda com disciplina a substituir a crítica gratuita pelo elogio sincero e esteja sempre disponível” (O Mentor Virtual – Pág. 246 – Ed. Komedi – Campinas-SP -2008). Experimente trocar o 'eu não preciso de você prá nada' por algo como 'você é muito importante para mim', e perceba a sensível diferença que provocará. A palavra tal qual um ímã, carrega a força que pode tanto atrair como repelir, dependendo da maneira como for utilizada, porque as relações interpessoais são extremamente sensíveis e delicadas. “Suas atitudes refletem você; por isso, esteja atento às suas palavras e atos a cada minuto, porque serão elas que, ao serem percebidas pelo mundo à sua volta, irão definir a força da sua marca pessoal” (O Mentor Virtual – Pág. 164 – Ed. Komedi – Campinas-SP – 2008). Sem que percebamos, estamos sendo observados o tempo todo, desde a hora em que acordamos, por meio das nossas formas de expressão; que incluem as palavras não ditas, reveladas pelas atitudes e posturas; e é essa sutil avaliação que constrói gradualmente a percepção das nossas marcas na lembrança e nos corações do universo de pessoas que nos cerca.

É recomendável ter em mente, que nossos pensamentos, palavras e atitudes viajam em ondas de energia capazes de gerar enormes transformações. Isso demanda reflexão e exige responsabilidade. Uma só palavra pode definir o conceito de uma marca; mas para gerar esse conceito, milhares de palavras estarão sendo analisadas por aqueles em quem pretendemos deixar gravada nossa marca para sempre.



.
_____________________________


*Maurício A Costa é um obcecado por resultados, gerado pelo pensamento estratégico, focado em gente, inovação, e criação de valor agregado. Executivo com experiência internacional em empresas como a Kimberly Clark, Grupo Gerdau, Grupo Grendene/Vulcabrás e o Grupo Tecnol (Atual Luxottica); está disponível para participar da construção de marcas fortes, em organizações sérias, interessadas na identificação de novas oportunidades, na superação de desafios, e na melhoraria de resultados e rentabilidade. No plano pessoal, é o idealizador do Projeto Mentor Virtual; organização comprometida com o despertar da consciência humana, a valorização da vida e o apoio à construção da marca pessoal. Suas palestras, seminários e workshop - presenciais, 'in-company', ou por vídeo conferência - estão disponíveis, sob consulta, para associações, universidades, escolas, ou empresas em qualquer região ou país, e poderão mudar a sua visão do mundo, e alavancar o potencial de sua equipe. Disponível também para atuar como 'Conselheiro' para Empresas, Empreendedores ou Executivos.
Contatos: mauriciocosta@uol.com.br

9 comentários:

  1. Maurício, seu texto expressa não só o quanto é importante a palavra em si, mas a força e a magnitude do seu uso, nas relações sejam elas profissionais/afetivas e na construção sólida, da nossa marca. A foto é espetacular, parabens a quem a produziu. Abs - Alba Cantanhede-França - Atmann Consulting

    ResponderExcluir
  2. Uma vez li uma frase, não me recordo onde, que dizia: "O amor é o selecionador dos ouvidos." Realmente a quantidade de palavras negativas que ouvimos, infelizmente, é muito maior que as positivas. E cabe a nós, filtrar aquilo que nossa audição capta para seguirmos nossa jornada no caminho da luz. Por isso também, a importância de não verbalizarmos nada de negativo. Que saibamos sempre, orar e vigiar, vigiar e orar. A palavra, antes de tudo, é uma escolha. Que seja sempre, a melhor de todas!
    Parabéns pela lucidez do texto Maurício!

    ResponderExcluir
  3. Palavras...são eternas na vida de um ser humano...seja ela boa ou ruim!Podem nos edificar ou destruir...precisamos aprender a lidar com elas e mesmo as ruins...saber que pode ser um excelente degrau pra sua vida.Tudo nesta vida é construtivo...é só saber...entender a mensagem...mesmo que seja para uma correção!!! Resumindo...sempre vale a pena se relacionar!!!Parabéns,Mauricio...por mais este meio de comunicação!

    ResponderExcluir
  4. Comentário Enviado via E-mail por Judith:

    A importância da palavra em nossa marca pessoal é realmente incontestável e lê o artigo ouvindo a bela música é um presente dos ceus trazido por você.
    Não consegui enviar este comentário através do Link abaixo do artigo "O Extraordinário Poder das Palavras".
    Abraços. Judith

    ResponderExcluir
  5. EU SEI DO QUE VOCE DIZ AQUI,E EM ESPECIAL QUANTO VEM ME TOCANDO ULTIMAMENTE E PROFUNDIDADE,N PARA COM OS OUTROS,PARA COMIGO PRÓPRIA.A IMPORTANCIA DAS PALAVRAS TEM UM PODER SIM ,DE NOS TORNAR ESCRAVO SENÃO,CLARO,MAS ,É COMOS E O TEMPO FOSSE CURTO DEMAIS PARA PASSAR E DOUTRA FORMA...
    OH TEMPO! QUEM SABE APRENDA MAIS COM VC.

    ResponderExcluir
  6. Roberta Medeirosjunho 13, 2010

    Mauricio, parabéns pelas palavras proferidas, as quais engrandecem o verdadeiro significado da inteligência humana.
    O texto traduz fielmente o poder que Deus ofereceu ao homem em poder exprimir seus pensamentos, sentimentos, desejos e experiências, através da articulação dos sons, que perifericamente organizados, se transformam em palavras, que pro sua vez possuem significados.

    Sucesso!

    Roberta

    ResponderExcluir
  7. Mauricio,

    Las palabras son entidades vivas, emisiones energéticas. Una vez que estás son emitidas, son libres para manifestarse en diversas formas en el entendimiento y procesamiento del receptor.
    Parabéns y muito amor
    Magda

    ResponderExcluir
  8. Rosangela Mascarenhas de Mendonçajunho 15, 2010

    Ola Mauricio,hoje foi um dia muito bom,vim para casa mais cedo ver o Brasil ganhar e ainda tive o privilegio de visitar esta página que contem sabedoria com leveza,gosto de tudo aqui ,as musicas são deslumbrantes,você ajuda no aperfeiçoamento do SER.
    "O Homem não foi criado perfeito mas capaz de aperfeiçoar-se"

    ResponderExcluir
  9. Reflexões muito interessantes!! A sabedoria não se ensina, mas reconhece-se e busca-se.

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar aqui as marcas de sua passagem...
Seus comentários serão sempre bem vindos.